Viagem, Lifestyle

De mudanças para Portugal

Estou me mudando para Portugal - Blog Bruna Marconi

Olá, estou me mudando para Portugal…

Às vezes, na vida, tudo que você precisa fazer é seguir em frente, e isso nunca é uma lição que as pessoas gostam de te dar.

 

Seguir em frente para muitos parece ser: esquecer do passado, desgostar do seu presente e cortar relações com tudo e todos para iniciar algo novo.

E isso não tem nada a ver com o real significado de seguir em frente: se aventurar, conquistar novos mundos, realizar sonhos, adquirir novos conhecimentos, fazer novos amigos, se conhecer, encontrar novas paixões… 

Acho que num ato egoísta nós acabamos abafando esse ótimo conselho de “seguir em frente” para as pessoas que amamos, mas esse pode ser o melhor conselho que você pode dar para alguém que admira.

 

Anyway, dentro de mim sempre existiu uma faísca dessa filosofia de seguir em frente. Realizei uma meta, sigo em frente para outra, novos sonhos, novas realizações, novas perspectivas de vida. E talvez por meus irmãos não terem tido sonhos tão “grandiosos” e “ambiciosos” e “viajados” como o meu, às vezes me sentia incapacitada, impossibilitada, e não merecedora de ter esses sonhos. Não queria anular ou magoar ninguém, sabe?

Porém, morar e estudar fora sempre foi uma vontade antiga, desde pequena sonhava com uma vida internacional. Então em 2016 coloquei na minha resolução do ano: Me mudar ou estudar em outro país até 2018.

 

Se mudar nunca é algo que você deva enfrentar levianamente.

Quando alguém quer encontrar um novo lugar para morar, há muitas considerações a serem levadas em conta: você consegue alugar por conta própria? Existe alguma chance de você conseguir uma hipoteca? As contas serão algo que você pode administrar a cada mês? A lista continua, e a maioria deles tem a ver com o seu fluxo de caixa. E, considerando que o dinheiro faz o mundo girar, muitas pessoas decidem que não estão em posição de serem independentes dessa maneira e permanecem onde estão, ainda mais se o plano é se mudar para outro país.

 

Mas e se você quer fazer de qualquer forma?

Talvez você esteja num ambiente tóxico, ou simplesmente quer experimentar morar sozinha ou deseja estudar e se especializar fora da sua cidade.

No meu caso, eu quero me “tornar” adulta, sei que sou porém não me sinto como tal e às vezes não me comporto como tal. Quero desenvolver esse lado adulto de ter mais responsabilidades com tudo desde administrar as contas mensais, até resolver pendências de casa. Também quero ter privacidade e liberdade de escolha e morando com meus pais não consigo desenvolver isso, tendo uma empregada doméstica não consigo desenvolver esse lado independente. Outro fator muito importante para minha mudança para Portugal é o mercado de trabalho para a área de moda que quero atuar: aqui em Salvador é quase nula, por isso torna-se mais atrativo estudar e ter experiências profissionais fora do país.

 

Ter essa vontade não invalida o quanto sou grata pelos privilégios que cresci tendo, e não quer dizer que não ame meus pais, irmãos, cachorros e os amigos que fiz aqui no Brasil. E por muito tempo me senti culpada em cogitar me mudar de país por conta disso. Mas não quero viver uma vida frustrada pelos sonhos que não vivi, e por isso decidi me mudar para Portugal e aproveitar para estudar e ter experiência no mercado internacional.

 

POR QUE PORTUGAL?

Engraçado o processo que tive ao decidir estudar em Portugal, pois desde pequena sonhava em conhecer o país, principalmente Lisboa. Não me perguntem o motivo exato, eu simplesmente achava elegante falar “Lisboa”.

Eu sempre fui #TeamEurope por conta do meu pai, italiano que se mudou para o Brasil quando criança; e meu tio trazendo liquirizia e presentes legais de lá deve ter afetado minha mente de alguma maneira… 😂

 

Uma vez no colégio, a professora perguntou qual lugar do mundo gostaríamos de conhecer, a maioria dos meus colegas disseram Disney e eu falei Lisboa, e a cara de espanto e curiosidade da professora foi a melhor! Depois disso, minha conexão com Portugal foi literalmente a conexão que fiz em 2014 para o CIMODE (Congresso Internacional de Moda e Design) em Milão. Comprei um Starbucks e fiquei admirando a cidade pela janela do avião pensando: um dia volto aqui

Não muito tempo depois, minha prima foi morar em Lisboa, para acompanhar o doutorado do marido, hoje ela também está estudando lá. E por fim, em 2017 a amiga de meu pai, que considero uma tia, informou que também estava se mudando para Portugal e num almoço de despedida ouvi Marcelo, seu marido, contando as vantagens de morar no país.

 

E foi aí que comecei a pensar seriamente em Portugal como a porta de entrada para meu sonho final: morar em Londres.

Em paralelo a esse show de coincidências, fuçando o site Trends Observer, vi que havia indicações de cursos de pós graduação, mestrados e doutorados na área de Pesquisa de Tendência, e uma das universidades é de Portugal. Então fui procurar cursos que poderiam suprir minha necessidade de entender mais sobre pesquisa de tendência, me apaixonei por curso em Lisboa, mas o custo de vida seria bem alto com relação a outras cidades portuguesas, então acabei me inscrevendo para o mestrado de Design de Comunicação de Moda da Universidade do Minho, a mesma universidade que publiquei dois artigos pelo CIMODE.

 

MESTRADO E CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO

Me mudando para Braga, Portugal - Blog Bruna Marconi

Por pura estratégia decidi submeter inscrição para a Universidade do Minho, pois eles quem organizam o Congresso Internacional de Moda e Design (CIMODE), no qual havia publicado dois artigos de moda. Além disso o plano de estudos deste mestrado é um sonho, principalmente para quem sempre quis estudar moda e acabou fazendo Design, sabe? Não me arrependo da minha graduação, mas estou sedenta para estudar na área de moda e essa hora finalmente chegou. Também vi que alguns alunos já usaram o coolhunting como metodologia para seus trabalhos finais e a universidade tem história com Pesquisa de Tendência. Nem queria, né?

Compreender os fundamentos da teoria da comunicação tendo como o contexto a moda, reconhecer funções dessa comunicação na sociedade, aprender visual merchandising, marketing e gestão internacional do negócio de moda. Eu me emociono enquanto escrevo isso, sério!

 

Desde o ínicio do ano mando meu currículo para vagas de emprego no país, e pude ver em quais aspectos preciso melhorar profissionalmente para estar preparada para trabalhar na área de moda na cidade. O mestrado em Comunicação de moda irá ajudar, mas também já mapeei alguns cursos de especialização em coolhunting e consultoria de imagem, na cidade vizinha, em Porto. Uma das vantagens de morar em Portugal é que tudo é perto, você pega um comboio e já chega na outra cidade, e Porto fica há 1h de Braga então posso fazer muitos cursos de especialização sem ter um gasto enorme como teria no Brasil se o curso fosse em São Paulo ou Belo Horizonte, por exemplo.

 

 

FINANCEIRAMENTE FALANDO

 

Infelizmente minha educação financeira veio tarde e comecei a estudar e desenvolver nos últimos anos, ainda assim não foi o suficiente para me organizar para essa mudança. Embora tenha uma quantia de dinheiro investida no fundo de investimento, ainda não é o suficiente, e ter sido demitida antes de receber o resultado do mestrado não estava nos meus planos.

 

Porém estou correndo atrás, e sim farei um financiamento coletivo onde as recompensas serão serviços gráficos, consultorias de estilo e desintoxicação de guarda roupa, consultoria para empreendedores para suas redes sociais e branding, tudo que ofereço para um cliente. Então de certa forma, estarei trabalhando para que essa mudança aconteça.

 

Também escolhi a Universidade do Minho que fica em Braga e tem um custo de vida mais barato do que Lisboa. Para facilitar ainda mais, ficarei com a minha tia, não pagando aluguel, mas ajudando com os custos da casa, claro! Penso em ficar com ela por pelo menos um ano até me estabilizar financeiramente na cidade, pois ainda quero morar sozinha.

 

Minha ideia é trabalhar remotamente com empreendedores e mulheres brasileiras, mas desde janeiro que mando meu currículo para vagas de emprego e freelas em Portugal. Chegando lá não ficarei acomodada em exercer as funções de designer ou social media, vagas em cafeterias e restaurantes são as mais abundantes, principalmente para quem acabou de chegar na cidade, e não terei nenhum problema em assumir esses empregos.

 

PRÓXIMOS PASSOS

Por mais difícil que seja, estou tentando viver um dia de cada vez. Agora que o resultado do mestrado saiu, e tenho algo “sólido” de que realmente vou para Portugal, o coração apertou e quero aproveitar os dias que tenho com a família, amigos e meus cachorros. Todo tipo de evento que vier estou aceitando, se isso significa passar mais tempo com as pessoas que amo. 💖

 

Viver no presente é importante, mas claro que estarei planejando a viagem: financiamento coletivo, rifas, brechós, #mandajobs, montando meu armário cápsula para a viagem, serão dois intensos meses de preparação e essa jornada será contada e registrada, pois sou bem blogueirinha mesmo!

Se quiserem embarcar nessa aventura comigo basta acompanhar minhas redes sociais.

📷 INSTAGRAM

🎥 YOUTUBE

📌 PINTEREST

 

 

Arrivederci,
Bruna Marconi.